Consórcio como opção para compra e renovação de Frotas

Acompanhe essa exclusiva série da Revista Frota&Mercado, que explicará em 7 capítulos como utilizar o consórcio como ferramenta em sua frota e quais são as condições, vantagens e os cuidados a serem tomados

A História do Consórcio
Os consórcios no Brasil começaram a ser criados na década de 60, quando a indústria automobilística nacional estava se firmando e precisava vender seus produtos. Naquela época não existiam financiamento de veículos, com crédito direto ao consumidor, que só foram surgir bem mais tarde. Muitos consumidores que precisavam dos carros, mas não tinham condições financeiras de pagá-los à vista, se organizaram através de instituições, associações, entidades etc… e foram formando grupos de fomento, onde todos pagavam um valor mês a mês, que possibilitava em sistema de revezamento, a aquisição do bem.

O atual sistema de Consórcios em funcionamento no Brasil representa hoje os interesses de quase 5 milhões de consumidores consorciados. Sua dimensão é equivalente à movimentação de cerca de R$ 15 bilhões/ano, o que corresponde a algo em torno de 1% do PIB – Produto Interno Bruto. O Sistema se mostra um sucesso. Hoje, cada vez mais ele vem sendo utilizado por pessoas físicas e jurídicas na aquisição de bens duráveis. E os automóveis são os principais produtos adquiridos nessa modalidade, que vem ganhando espaço também, nos últimos anos, como opção para grandes, médias e pequenas corporações, no momento da renovação ou aquisição de frotas, desde que planejada. Por ser uma forma de compra onde não se tem a incidência de juros altos como os praticados no momento pelo sistema financeiro, o Consórcio vem ganhando força no setor frotista.
Ficou curioso para saber quais são as principais dicas fornecidas pela Revista Frota&Mercado? Acompanhe aqui nesse espaço toda segunda-feira e quarta-feira um novo capítulo. Quarta-feira 29/07, tem mais. Até lá!

Facebook Comments Box