Fenatran, esperança de bons negócios

Por Norberto Fabris, Presidente da Anfir

0
143

Daqui a pouco mais de 14 meses a indústria de implementos rodoviários estará no Expo São Paulo para realizar mais uma Fenatran. Curiosamente, depois de mais uma crise.

Na última edição, em 2019, estávamos saindo de uma situação de depressão profunda de vendas. Ao longo dos meses que antecederam a Fenatran o mercado se recuperava gradualmente e como era de se esperar as expectativas das empresas se voltaram para a realização do evento, a maior vitrine do setor de transporte de cargas.

Naquela ocasião fomos surpreendidos positivamente pelos resultados obtidos. As empresas do setor fabricante de implementos rodoviários registraram a venda de 15 mil Reboques e Semirreboques e 620 unidades de Carroceria sobre chassis.

Na próxima edição também estaremos nos recuperando de um período difícil. O choque provocado pela paralisia nos negócios resultante da pandemia mundial pegou a indústria em meio a uma espiral de crescimento sustentado. Com muito trabalho e a retomada gradual da economia como um todo estimamos que nossas perdas este ano serão menores que as previsões iniciais.

Os pessimistas dizem que 2020 é um ano perdido. De forma alguma. Todo ano ruim é sempre um período de aprendizado para se rever o que estamos fazendo, como podemos ficar mais eficientes e melhorar nossas relações no mercado, ou seja, os laços que mantemos com nossos clientes e fornecedores. Em nossa atividade é fundamental o profissionalismo e o espírito de parceria. Para todo mundo o próximo ano é repleto de incógnitas e algumas certezas. Para nós do setor produtor de implemento rodoviários uma das nossas certezas chama-se Fenatran. Mesmo sem bola de cristal, ter um evento desse porte em um ano de recuperação, como ensina nosso passado recente, é a esperança de bons negócios.

Facebook Comments