Produção de caminhões cresce 29% em setembro, mas ainda há queda no ano

Por Sueli Reis, da Automotive Business

0
107

A produção de caminhões cresceu 29% em setembro na comparação com agosto, para 9,4 mil unidades, de acordo com dados divulgados na quarta-feira, 7, pela Anfavea, associação das fabricantes. O resultado é reflexo da demanda do mercado interno. Apesar disso, a produção acumulada do ano continua menor que a de 2019: em nove meses, a indústria entregou 58,3 mil unidades, retração de 33% sobre o resultado de igual período do ano passado.

O presidente da entidade, Luiz Carlos Moraes, lembra que o segmento de transporte de carga está com algumas categorias demandando maiores volumes do que outras, principalmente os pesados (com PBT igual ou acima de 16 toneladas), sendo impulsionados pelo agronegócio. De janeiro a setembro, esta categoria registra o maior volume de vendas entre as demais, com mais de 31,4 mil unidades emplacadas.

Apesar de estar aquecido nos últimos meses, após paralisia quase que total no segundo trimestre, o mercado de caminhões ainda é impactado pela retração da economia por causa da pandemia. Com isso, as vendas no acumulado do ano também continuam menores do que as de 2019: de janeiro a setembro, com 62,7 mil caminhões, houve queda de 15,4% sobre iguais meses do ano passado.

Essa é uma seleção de conteúdo da Reed Exhibitions. Para continuar lendo, visite o site Automotive Business com a matéria completa.

Facebook Comments