Atingir recordes históricos é improvável, mas há sinais de melhora para o setor de vendas de implementos pesados como carrocerias no país, avalia José Carlos Spricigo, presidente da Associação Nacional Fabricantes de Implementos Rodoviários (Anfir). “Não acreditamos que este ano vamos atingir o recorde histórico. Mas certamente teremos um resultado animador para a maioria das empresas com crescimento do setor na faixa de 10%”, salienta.

O executivo destaca que o mercado no segmento Pesado está em compasso de espera por sinais mais claros de retomada da economia, que ainda se recupera dos impactos da pandemia de Covid-19. “O segmento Pesado reagiu com mais agilidade nos últimos dois anos, mas tudo indica que agora os clientes estão mais cautelosos em adquirir novos produtos“. O otimismo de Spricigo tem como alicerce a tradição do segundo semestre sempre ser mais positivo para vendas.

Leia também: Modernização dos implementos rodoviários em debate

De acordo com levantamento divulgado pela Anfir divulgado, o volume de emplacamentos de implementos rodoviários no segmento de Reboques e Semirreboques, de janeiro a abril de 2022, chegou a 26.068 unidades. O total é 9,4% aquém do resultado registrado nos primeiros quatro meses de 2021 quando as vendas foram de 28.772 produtos. Isso, segundo o presidente da Anfir, reforça a tese da cautela dos clientes: “O mercado está à espera de uma reação mais consistente da economia“.

Na linha implementos leves, os números são melhores. o segmento de Carroceria sobre chassis registrou 22.156 unidades emplacadas nos quatro primeiros meses do ano. O resultado aponta para crescimento de 11,5% com relação a igual período do ano passado, quando foi de 19.871 produtos. “Parece evidente que as obras de construção civil, sobretudo as ligadas ao mercado imobiliário, contribuíram para o resultado do segmento“, avalia Spricigo.

No geral, a indústria de implementos rodoviários segue com desempenho estável este ano com relação ao apurado em 2021. De janeiro a abril de 2022 foram emplacados 48,224 implementos rodoviários. Em igual período do ano passado a indústria entregou ao mercado 48.643 unidades, o que representa resultado 0,86% aquém do exercício anterior.

*Conteúdo criado com exclusividade para o blog ROTA DIGITAL NEWS da FENATRANpor Valéria Bursztein.

Facebook Comments Box